Só para Compartilhar

A importância de um pH balanceado

Para sua pele e seu Cabelo

Infelizmente não é padronizado o uso do valor do pH nos rótulos dos cosméticos. E esta é uma informação indispensável e que faz toda diferença no cuidado da sua pele e dos seus cabelos.

Mas afinal o que é pH ?

Escala de pH

pH é abreviação de “potencial de hidrogênio”, que de maneira bem prática, é a medição dos íons de hidrogênio em uma solução. Sua medição é feita através de uma escala logarítmica, isso quer dizer que a diferença de 1 é muito grande. Por exemplo, o pH 4 é dez vezes mais ácido que o pH 5 e cem vezes mais ácido que o pH 6. O pH é medido em uma faixa de 0 a 14, sendo 7 o valor neutro, assim todo valor abaixo de 7 é acido, e acima é básico.

O pH da pele

Assim como os cabelos (ver aqui post sobre a estrutura dos cabelos) a pele é composta de várias camadas, sendo a camada mais externa, o estrato córneo. Este é composto principalmente por queratina e é a barreira protetora ao ambiente externo.

O suor e os lipídios se acumulam na superfície da pele, criando uma importante barreira física e química conhecida como manto ácido. E esta é basicamente essa a primeira linha de defesa da sua pele. Uma vez, danificado o manto ácido, a pele fica mais permeável e suscetível a bactérias, substâncias químicas, poluentes e outros microrganismos. Tornando-se um desafio recupera-la e mante-la hidratada. O pH do manto ácido é de aproximadamente 5,5, e mantê-lo nessa faixa é o segredo para uma pele bonita e hidratada.

Os produtos com pH maior (mais básico) podem dilatar os poros e causar inchaço dos folículos da pele. Um exemplo são os emulsificadores encontrados nos hidratantes e produtos para limpeza da pele, eles tendem a ter um pH mais alto. Os níveis extremos de pH podem causar inflamação, irritação, ressecamento, acne, rosácea e vermelhidão.

Já os produtos com pH menor, tendem a desidratar a pele e causar escamações.

O ideal é utilizar produtos com a faixa de pH da pele que fica em volta de 4,5 e 6,0, pois assim eles deixaram o pH da sua pele próximo ao natural.

pH do Cabelo

Com se é esperado o pH do cabelo é igual o da pele de 5,5. Contudo ainda existem dois conceitos importantes para definir quando falamos do pH do cabelo.

O primeiro conceito é de ponto isoiônico, que é o valor de pH dos aminoácidos diluídos em água, no cabelo o pH é em torno de 5,5. O segundo conceito é ponto isoelétrico, que é o valor onde as cargas positivas e negativas são nulas, no cabelo esse valor é em torno de 3,7. Qualquer produto que o pH seja superior a 3,7 leva o aumento da rede elétrica do cabelo, ou seja, aumenta a eletricidade estática e repulsão entre os fios.

Quando o cabelo é lavado, o pH da água é próximo de 7,0 (podendo variar, já que a água não é pura). Portanto, os fios ficaram carregados negativamente. A carga elétrica negativa gerada vai emaranhar os cabelos, causando o tão temido efeito frizz (e também é por isso que nos dias úmidos sofremos mais). Além disso, em pH alcalino, o cabelo tem maior capacidade de absorver água.

A água penetra nas escamas que se abrem, hidratando o cordão e quebrando as ligações de hidrogênio da molécula de queratina temporariamente ( isso chama-se hidrólise). Contudo, a hidrólise torna a molécula maleável e, consequentemente, o fio mais frágil devido à diminuição da elasticidade e aumento da plasticidade, o que significa que o cabelo molhado, se deformado, pode não recuperar sua forma original. Quando o cabelo está úmido, as escamas das cutículas ( Neste post, falo sobre a composição da cutícula) se “abrem”, o que causa o aumento da remoção da cutícula, fragmentação, de modo que ocorra rachaduras no eixo da fibra, acarretando as temidas pontas duplas e quebra.

Já o pH abaixo de 3,7 faz com que a cutícula se contraia, perca água, desidratando, tornando-se mais rígida e assim causando também a quebra da fibra.

Então, qual produto devo usar?

O ideal é utilizar produtos que tenham o pH balanceado ( entre 3,6 e 5,6 para os cabelos, e de 4,5 a 6,0 para a pele), como muitas vezes o pH não é informado no rótulo, o que você pode fazer é pesquisar sobre o pH do produto na web. Dê preferência a produtos Low e No-poo, como estes tem menos (ou nenhum) surfactantes tendem a ter um pH menos alcalino. Você também pode testar seus produtos, usando tiras dosadoras de pH ( custa baratinho, e são encontradas em lojas de químicas, e é fácil de usar).

Referências

7 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *