Óleo de Rícino, Realmente faz o Cabelo Crescer?

Se você já está em uma jornada de crescimento capilar há algum tempo ou está apenas começando – talvez já tenha ouvido falar sobre o óleo de Rícino. E talvez até tenha um frasquinho ai no seu banheiro. No entanto, há uma série de debates sobre o tema se o óleo de realmente funciona, e se funciona – poucos realmente sabem o porquê.

Por isso o Desformulando veio te contar como esse laxante pode ajudar no crescimento capilar.

O que é óleo de mamona?

O óleo de rícino é um óleo vegetal extraído dos grãos de mamona (latim:  ricinus communis ). É aproximadamente 90% de ácido graxo – ou seja, ácido ricinoleico. Os 10% restantes são constituídos por 6 a 8% de elados e lineleatos e outros componentes menores. Várias indústrias usam derivados de mamona: fabricação de sabões, lubrificantes, fluidos hidráulicos e de freio, tintas, corantes, tintas, ceras, produtos farmacêuticos e perfumes.

Magia do ácido ricinoleico

ácido ricinoleico

O ácido ricinoleico atua ativando um receptor de prostaglandina E2. Que é um composto lipídico ativo existente em quase todos os tecidos do corpo humano. O ácido ricinoleico se liga e ativa esse receptor, o que resulta, entre outras coisas, na dilatação dos vasos sanguíneos. Como medicação, de acordo com artigo publicado em 1974, the Journal of Clinical Investigation, a estimulação do receptor da prostaglandina E2 induz o trabalho de parto e alivia a constipação, uma vez que existe uma concentração maior deste receptor nos revestimentos uterino e intestinal. ( Por isso não é indicado para mulheres Grávidas) 

A composição de 90% de ácido ricinoléico do óleo de mamona ativa a dilatação dos vasos sanguíneos, melhorando assim o fluxo sanguíneo, incluindo o do couro cabeludo em aplicações tópicas. Um melhor fluxo sanguíneo fornece mais oxigênio e nutrientes à raiz do cabelo.( Expliquei como funciona nesse post). Por sua vez, isso leva a cabelos mais saudáveis ​​e a um crescimento mais rápido. 

A Ricina 

Ricina

A ricina é uma proteína presente nas sementes da mamona (Ricinus communis L.), considerada uma das mais potentes toxinas de origem vegetal conhecida. Essa proteína é classificada dentro de um grupo especial de proteínas denominadas RIPs (do inglês Ribosome-Inactivating-Proteins), ou proteínas inativadoras de ribossomos. As proteínas desse grupo são capazes de entrar nas células e se ligar a ribossomos, paralisando a síntese de proteínas e causando morte da célula. Uma semente de mamona contém ricina suficiente para levar uma criança à morte.

 Mas eu preciso preocupar com a Ricina?

Não, A ricina é separada no processo de produção do óleo. Além disso, a Ricina não é solúvel no óleo, portanto o óleo de Rícino não possui Ricina.

*Atenção*

O óleo não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possuem disturbios intestinais. devido a sua atuação na prostaglandina E2.

Como Usar

A melhor maneira de utilizar é puro – ou diluído em outro óleo – como azeite de oliva ou óleo de coco- uma vez que é muito denso. E associar a uma massagem capilar caprichada.

Referências

Ricina

Efeitos dos ácidos oleico e ricinoléico na água jejunal líquida e no movimento de eletrólitos. Estudos de perfusão no homem.

5 thoughts on “Óleo de Rícino, Realmente faz o Cabelo Crescer?

  1. Eu estou querendo que os meus cabelos cresçam, por isso estou usando uma linha de tem óleo de rícino, comecei a poucos dias, e estou torcendo pra que os meus cabelos cresçam, muito bom saber mais do assunto, sempre ouvi dizer que o óleo de rícino ajuda os cabelos, muito bacana os seu post, bjs.

  2. oi!
    Eu adorei o post 😀 comecei usar recentemente o óleo de rícino na hidratação,espero que realmente cresçam meus cabelos 😉

  3. Eu costumava usar muito o óleo de rícino no cabelo, os resultados eram muitos bons porém dei uma parada por conta da densidade que o óleo de rícino tem. Mas indico muito pois realmente da resultado.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: